MINISTÉRIO DO TRABALHO: CHANCES DE NOVO CERTAME CRESCEM!

Uma notícia que prometeu abalar emocionalmente qualquer concurseiro foi uma possível abertura de edital para vagas no Ministério do Trabalho. A expectativa é que um novo edital seja publicado em breve.

Portanto, quem aguarda estas vagas já podem intensificar os estudos, pois as chances do certame ser realizado são concretas, segundo o próprio Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG).

A possibilidade de autorização para abertura do concurso no início de 2019 foi sinalizada por representantes do MPDG em reunião com senadores e membros do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho (Sinait) no último dia 12 de setembro.

O PLOA 2019 (Projeto de Lei Orcamentária), que traz as primeiras diretrizes para a aprovação do Orçamento Federal, possui uma reserva de R$ 411 milhões. Estas, poderão ser utilizadas para a realização de novos concursos e o que tudo indica, o Ministério do Trabalho será um dos contemplados.

No final do segundo semestre, em julho, foi realizado uma reunião com o ministro do trabalho, Caio Luiz e o Sinait que se posicionou de forma incisiva na cobrança por um novo concurso do Ministério do Trabalho.

Na ocasião, o Sinait apresentou dados que indicam que o ministério tem mais de 1.300 postos vagos e que podem chegar a 1.800 nos próximos meses. Ou seja, temos bastantes vagas vindo por aí!

Apesar disso, o órgão informou que encaminhou o pedido de certame para 2.873 vagas. Que número, hein?

As oportunidades foram pleiteadas em 13 cargos, que vamos especificar ao decorrer do texto.

PEDIDO DO CONCURSO

A solicitação enviada pelo Ministério do Trabalho ao Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG) é para a abertura de concurso com o total de 2.595 vagas, é dividido da seguinte maneira:

  • 163 para a função de agente administrativo,
  • 432 ofertas são destinadas a candidatos com formação superior, sendo :
    • 190 para auditor-fiscal do trabalho,
    • 85 para administrador,
    • 34 para arquivista,
    • 54 para contador,
    • 5 para engenheiro,
    • 5 para estatístico,
    • 3 para sociólogo,
    • 26 para psicólogo,
    • 10 para técnico em assuntos educacionais,
    • 10 para técnico em comunicação social
    • 12 para economista.

Destes cargos, os salários oferecidos chegam a R$ 16.201,64 acrescidos de benefícios.

CONCURSOS ANTERIORES

A última seleção do Ministério do Trabalho aconteceu em 2014. O mesmo foi organizado pelo Cespe/UnB.

O certame contou com uma prova objetiva composta por 120 questões dividida em 50 de conhecimentos básicos e 70 de conhecimentos específicos.

Além disso, foi cobrada também uma avaliação discursiva de conhecimentos específicos.

Em conhecimentos básicos foram cobrados os seguintes temas:

  • Língua portuguesa,
  • Noções de informática,
  • Noções de direito administrativo,
  • Atualidades,
  • Ética no serviço público
  • Noções de administração financeira e orçamentária.

Em conhecimentos específicos:

  • Legislação específica,
  • Noções de gestão de pessoas nas organizações,
  • Noções de administração de recursos materiais,
  • Noções de arquivologia
  • Noções de gestão e fiscalização de contratos e convênios.

PRINCIPAIS ATRIBUIÇÕES DO AGENTE E DO AUDITOR

Todavia, no caso de auditor fiscal, entre as principais atividades estão o cumprimento das disposições legais e regulamentares, inclusive as relacionadas à segurança e medicina do trabalho, verificação dos registros em Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), visando à redução dos índices de informalidade, verificação do recolhimento do Fundo de Garantia Por Tempo de Serviço (FGTS), com o objetivo de maximizar os índices de arrecadação e cumprimento de acordos, convênios e contratos coletivos de trabalho celebrados entre empregadores e empregados.

SOBRE O MTE

O Ministério do Trabalho é um órgão admnistrativo do Governo Federal, que tem por responsabilidade geral regulamentar e fiscalizar todos os aspectos referentes às relações de trabalho no Brasil.

Além disso, o MTE edita Normas Regulamentadoras bem como instruções normativas, além de portarias, resoluções entre outros serviços.

O Ministério do Trabalho (MTE) compete as seguintes atribuições:

  1. Política e diretrizes para a geração de emprego e renda e de apoio ao trabalhador;
  2. Política e diretrizes para a modernização das relações do trabalho;
  3. Fiscalização do trabalho, inclusive do trabalho portuário, bem como aplicação das sanções previstas em normas legais ou coletivas;
  4. Política salarial;
  5. Formação e desenvolvimento profissional;
  6. Segurança e saúde no trabalho;
  7. Política de imigração;
  8. Cooperativismo e associativismo urbanos.
  9. Segurança e saúde do trabalho

Então, será que você está preparado para os cargos que estão por vir? Estude mais sobre o Ministério do Trabalho, veja concursos antigos e descubra se esta vaga é para você.

Inicie seus estudos com garra e determinação, e vamos rumo a aprovação!

Assine nossa newsletter!

Email Marketing by E-goi

Comentários