Gabarito extraoficial e comentários da prova de Direito Civil – SEFAZ RS

Olá Galera,

Sou o Professor Mário Godoy, professor de Direito Civil aqui do Portal Ricardo Alexandre. Estou aqui para trazer os comentários e o gabarito extraoficial da SEFAZ RS. Vamos nessa?!?

Primeiramente, baixe aqui a prova do Bloco 1 utilizada como referência para elaboração dos comentários. Todas as questões foram vistas e revistas em nossas aulas dos cursos teóricos, dos cursos de resolução de questões e das MasterClass.

Questão 34

Gabarito: A
Resposta. As despesas de escritura e registro correm por conta do comprador. As de tradição ficam a cargo do vendedor.

Questão 36

Gabarito: B
Resposta. Ocorre lesão quando a pessoa, por inexperiência, assume prestação desproporcional, sendo possível a anulação ou revisão do negócio jurídico.

Questão 37

Gabarito: PASSÍVEL DE RECURSO!
Resposta. Nem a prescrição nem a decadência extinguem a ação. Prescrição corresponde à perda da pretensão. Decadência, à perda do direito potestativo.


Já conhece nossa planilha de Planejamento e Controle de Estudos? Clique na imagem e faça o download gratuitamente


Questão 38

Gabarito: C
Resposta. São bens de uso especial os edifícios e terrenos onde funcionam estabelecimentos públicos, sendo os referidos bens inalienáveis, enquanto conservarem dita classificação.

Questão 39

Gabarito: D
Resposta. Pagamento em consignação corresponde ao depósito judicial da importância devida, podendo ser efetuado pelo devedor ou terceiro (interessado pu não).

Questão 41

Gabarito: PASSÍVEL DE RECURSO!
Resposta. A questão, no início, sinaliza que Antonio outorgou procuração. Logo, ele seria o outorgante. Em seguida, faz referência a Luciano, que recebeu a procuração. Logo, ele seria o outorgado. Entretanto, no texto da questão, foi dito que Luciano era o outorgante (quando, na verdade, Luciano seria o outorgado). Diante da imprecisão, a questão deve ser anulada.

 

Questão 42

Gabarito: E
Resposta. Associações públicas são pessoas jurídicas de direito público interno.

 

Questão 43

Gabarito: B
Resposta. A filha da concubina pode ser herdeira testamentária, desde que ela também seja filha do testador.

 

Então é isto pessoal! Espero que tenham feito uma excelente prova.

Conheçam os meus cursos de Direito Civil no Portal Ricardo Alexandre.

Abraços,

Professor Mário Godoy

Faça parte do nosso Canal do Telegram!

Receba (antes de todo mundo) dicas, novidades, materiais gratuitos, podcasts, eventos e aulas especiais, ofertas exclusivas e conteúdo de qualidade sobre concursos públicos na área fiscal, controle e gestão.

blank

Holler Box